Justiça e Misericórdia no Antigo Testamento: Parte 02

Portuguese, Brazil
(Ezequiel 37 e 47, Isaías 61, Lucas 10 e 15)
Year: 
2016
Quarter: 
3
Lesson Number: 
4
ntrodução: Ao pensar sobre a obra do Espírito Santo, na Bíblia, você se concentra, principalmente, no Novo Testamento? Você pode refinar ainda mais, dizendo que a ênfase no Espírito Santo começa com o livro de Atos? Nesta semana, descobrimos um destaque na obra do Espírito Santo, no Velho Testamento! Imagine! Vamos mergulhar numa análise no Antigo Testamento e ver o que o Espírito Santo tem a ver com justiça e misericórdia em nossas vidas!
 
I. Ossos
 
A. Leia Ezequiel 37:1. Vamos imaginar essa cena em nossas mentes. Deus levou Ezequiel numa viagem virtual pelo ar e o fez pousar num vale cheio de ossos. O que você diria para Deus, se Ele fizesse isso com você? (Não poderíamos ter descido num outro lugar? Isso parece um matadouro.)
 
B. Leia Ezequiel 37:2-3. O que você acha da resposta que Ezequiel deu para Deus? (Foi uma grande resposta!)
 
C. Leia Ezequiel 37:4-6. Isso foi uma pegadinha? Deus estava zombando de Ezequiel? (Não. Deus estava ensinando algo para Ezequiel.)
 
1. Vamos ver se podemos compreender a lição de Deus. Que ossos eram aqueles? (De pessoas que não estavam mais vivas.)
 
2. O que começou a revitalizar aqueles ossos? (Em primeiro lugar, Deus disse para Ezequiel profetizar. A isso, seguiu-se que a palavra de Deus foi ouvida pelos ossos.)
 
3. Na verdade, o que fez com que os ossos voltassem a viver, novamente? (Deus fez um espírito entrar neles.)
 
D. Leia Ezequiel 37:7-10. Todas as etapas foram necessárias mas, o que Deus realçou como sendo o passo mais importante? (O espírito de Deus entrou nos ossos.)
 
E. Hoje, como você aplicaria isso? Que lições você tem a aprender para os membros da igreja (talvez para igrejas inteiras) que são “ossos secos”? (Em primeiro lugar, para que eles possam ouvir, deve haver o esforço intencional (profetizar) de apresentar a palavra de Deus. Em segundo lugar, Deus coloca o espírito em nossos esforços para levar vida.)
 
1. O que você acha que era o “espírito de Deus”? (O Espírito Santo. Embora o Espírito Santo seja, frequentemente, representado como fogo, em Atos 2:2-3, Ele foi representado como fogo e vento. Isso fica coerente com a idéia do Espírito de Deus entrar naqueles ossos.)
 
2. Hoje, se quisermos fazer um paralelo exato, o que é mais importante para trazer à vida os membros ressecados da igreja e as igrejas ressecadas? (O Espírito Santo!)
 
F. Leia Ezequiel 37:11-14. Qual foi a lição para o povo do tempo de Ezequiel? (Que Deus reavivaria Seu povo. Isso diz, especificamente: “Porei o meu Espírito em vocês, e vocês viverão”. Note que algo tangível foi, então, realizado - o povo se estabeleceu em sua própria terra.)
 
G. Como está sua vida? Como está a vida de sua igreja? Você tem se sentido como “osso seco”? Ou você sente o Espírito Santo em sua vida e na de sua igreja?
 
1. O que qualquer uma dessas coisas tem a ver com justiça e misericórdia? (Os ossos, da visão de Ezequiel, voltaram a viver e se estabeleceram em sua terra; isso quer dizer que eles fizeram algo. Quando o Espírito Santo nos completa, nós, também, podemos fazer as coisas que Deus tem para nós.)
 
II. Água Salgada
 
A. Leia Ezequiel 47:1-6. Qual é a diferença entre essa imagem e a imagem dos ossos? (Isso era um problema de umidade e água e, não, secura.)
 
1. De onde toda aquela água se originou? (Do templo de Deus.)
 
B. Leia Ezequiel 47:7-9 e Ezequiel 47:12. O que aquela água trouxe? (Vida. A água salgada mata algumas coisas e a água fresca traz vida.)
 
C. Considere a visão dos ossos secos e a visão da água. Deus estava dizendo para Seu povo a mesma coisa, de duas maneiras diferentes? Ou você vê uma diferença prática nas duas visões? (O objetivo do Espírito Santo foi “encharcar de água” os ossos secos. O que vimos no final da visão dos ossos foi um “grande exército”. Isso faz parecer que a “água” vinda do templo é o povo de Deus, que é como a água fresca, a qual saneia a água salgada que mata plantas e animais. A ”água” parece com o Espírito -  inspirando a ação da igreja.)
 
1. Por que você acha que a água, da visão de Ezequiel, começou como uma pequena quantidade derramada e terminou num vasto rio? (Deus quer que saibamos que Sua obra é progressiva. Podemos começar limitados mas, com o poder do Espírito Santo, o povo de Deus se tornará uma força poderosa.)
 
III. Ação Concreta do Espírito Santo
 
A. Leia Isaías 61:1. Contemplando o cenário dos ossos e da água, como você entende este texto? (O Espírito Santo nos dá poder para levar o evangelho para aqueles que não estão indo bem, por não conhecerem Deus. São eles os que estão com o “coração quebrantado”, “os cativos” e os “prisioneiros” das trevas de satanás. Nós, os “ossos secos”, tornamo-nos capacitados pelo Espírito, para “regar” a obra de compartilhar o evangelho e transformar a vida daquelas pessoas!)
 
B. Leia Isaías 61:2. Será que nossa mensagem é confusa? (Favor e vingança são opostos.)
 
1. Como favor e vingança consolam todos os que andam tristes? 
 
C. Vamos considerar isto por alguns momentos. Lembre-se que aqueles que estão com o coração quebrantado, os cativos e os prisioneiros estarão sendo ajudados. Originalmente, como eles foram feridos? (A conclusão é que quem lhes causou mal foi satanás e aqueles que o seguem.)
 
1. Como a vingança vai trazer conforto? (As boas novas de Deus é que Ele leva justiça para os transgressores e, liberdade e conforto para os injustiçados. Os injustiçados acreditam que a justiça será feita.)
 
D. Leia Isaías 61:5-6. Qual será o objetivo do povo de Deus? (Estrangeiros e peregrinos farão trabalho de classe baixa (pastoreio) e trabalho braçal (agricultura). Em contrapartida, o povo de Deus estará envolvido em liderança religiosa e a ficar rico, a partir do trabalho de outras nações.)
 
1. Uau! Você sabia que a Bíblia disse isso?   
 
E. Releia Isaías 61:1. Como isso faz sentido? Começamos com uma boa notícia para os “pobres” e que eles serão libertos, curados e estabelecidos, para que estrangeiros e peregrinos possam trabalhar para eles! Isto faz sentido? Lembre-se que discutimos como o Espírito Santo irá nos avivar e envolver-nos em atos de justiça e misericórdia.  
 
1. Não são uma exigência universal, atos de justiça e misericórdia para os pobres? 
 
2 Na semana passada, o que você aprendeu sobre a provisão de Deus para os pobres? (Em quase todos os casos, eles tiveram que trabalhar pela comida. Às viúvas da igreja, para receber ajuda regular, deveriam ter um histórico de boas obras. Você pode considerar que a linha de raciocínio lógico de tudo isso é que Deus não está buscando ajudar todos os pobres mas, sim, aqueles que são justos. Isso explicaria Isaías 61:1, que descreve a escolha das pessoas necessitadas certas para ajudar.)
 
F. Leia Lucas 10:27-29. Qual foi a pergunta que o perito na lei fez a Jesus? (A mesma pergunta que examinamos - quem é o meu semelhante necessitado que devo ajudar? Apenas as pessoas boas?)
 
G. Leia Lucas 10:30-37. Será que o samaritano testou o mérito ou a integridade do sujeito espancado? (Não.)
 
1. O conselho de Jesus para o perito na lei estava em desacordo com os conselhos do Velho Testamento, com relação a agir com misericórdia e justiça? (Não. Vejo uma diferença significante na história do bom samaritano. Aquela situação foi uma emergência. Devemos ajudar a todos, quando se trata de emergências e dificuldades temporárias. Mas, quando se tratar de situações de longo prazo, devemos direcionar o uso de nosso dinheiro e tempo para promover o Reino de Deus, na vida da pessoa que precisa de ajuda.)
 
H. Leia Lucas 15:17-20. Essa é a história do filho pródigo. Quando ele estava sofrendo, o que a falta de ajuda fez por aquele jovem? (Despertou-lhe o bom senso. Isso ilustra o tipo de julgamento que Deus quer que façamos. Devemos ajudar os pobres honestos. Com relação aos pobres iníquos, devemos contribuir para promover a dignidade e as bênçãos do trabalho. Precisamos considerar o melhor uso dos nossos recursos financeiros. Precisamos ajudar os iníquos a terem bom senso.)
 
I. Amigo, se você é um “osso seco”, quando se trata de justiça e misericórdia, você vai pedir que o Espírito Santo o reavive, para que você possa ajudar outras pessoas, de uma forma coerente com a sabedoria bíblica e não, apenas, praticar atos aleatórios de bondade?
 
I. Na próxima semana: “Como o Evangelho Transforma a Comunidade”
 
Tradução: Denise de Mesquita
 
**********************************

 
Direito de Cópia de 2016, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugeridas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.
 
Se você costuma receber esses comentários por e-mail mas, em alguma semana, houve  falha ou extravio do recebimento, você poderá encontrá-los clicando neste link: 

 
Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2016.html

 

**********************************