O Sermão do Monte

Portuguese, Brazil
(Mateus 5)
Year: 
2016
Quarter: 
2
Lesson Number: 
3
Introdução: O Sermão do Monte foi um espetáculo surpreendente. No entanto, existem vários pontos de vista sobre ele. Algumas pessoas acham que se trata de um “livro de regras”, que será usado quando estivermos no céu – portanto não devemos nos preocupar com ele agora. Outras pensam que houve a intenção de nos fazer concluir que o padrão de Deus é impossível atingir e assim, somos levados a confiar na graça. Alguns consideram-no um desafio, para fazê-los levar suas obras de justiça a um nível mais elevado. Minha opinião é que o Sermão do Monte nos mostra que a graça não é, apenas, um questão de salvação mas, também, um estilo de vida. Deus nos chama para depender de Sua força em todas as coisas e isso inclui a maneira como nós vivemos. Vamos mergulhar neste estudo desafiador e aprender mais!
 
I. Um Futuro Positivo
 
A. Leia Mateus 5:3-6. Você quer estar em qual dessas categorias: pobreza, tristeza, mansidão, fome ou sede? (Ninguém quer estar em qualquer uma delas.)
 
1. O que Jesus estava dizendo ao se referir às pessoas que se encontram nessas categorias? (Que elas serão abençoadas por Deus e que sua situação irá melhorar.)
 
2. Alguém já lhe falou, alguma vez, que você deveria aspirar estar em uma dessas categorias? (Tenho falado aqui que eu iria querer estar em uma dessas categorias, porque elas são abençoadas e terminam com coisas boas. Tenho minhas dúvidas de que elas tenham outros fins, além do desejo de justiça. Estudamos, recentemente, que deveríamos ter como nosso alvo fazer parte da “primeira ressurreição” – aonde estarão os que morreram em justiça. Isso não quer dizer eu desejaria estar morto! Isso parece ser, preferencialmente, uma mensagem de misericórdia para aquelas pessoas que se encontram em uma situação difícil.)
 
B. Leia Mateus 5:7-9. Você gostaria de ser algum desses? (Eu gostaria. Ser misericordioso, ser puro de coração ou ser pacificador são virtudes.)
 
1. Que coisas positivas aprendemos sobre o futuro dessas pessoas? (Coisas boas acontecerão para elas.)
 
2. Dê um passo atrás, por um momento. Temos revisado um lista de coisas que, geralmente, gostaríamos ou não de ser. Quais são as boas novas sobre ambas as listas? (Ficamos na expectativa das coisas boas.)
 
C. Leia Mateus 5:10-12. Temos, novamente, uma lista de coisas que gostaríamos que não nos acontecessem. Que ponto positivo Jesus estabeleceu, quanto a encontrarmo-nos diante de tais situações? (Novamente, Jesus prometeu que as consequências serão boas. Ele acrescentou que não estamos sós. Pessoas especiais (os profetas), que tiveram um estreito relacionamento com Deus, encontraram-se nas mesmas situações. O ponto é que não estaremos sozinhos se isso acontecer a nós.)
 
II. Uma Lei Positiva
 
A. Leia Mateus 5:13-16. O que Deus quer de nós? (Ele quer que façamos boas obras com a finalidade de darmos louvor e glórias a Ele.)
 
1. O que a referência à inutilidade do sal nos sugere? (Se fizermos obras que não dão louvor e glórias a Deus, não estaremos cumprindo a tarefa que nos foi atribuída.)
 
B. Leia Mateus 5:17. Em relação à lei, qual foi a missão de Jesus? (Cumpri-la!)
 
1. Trata-se da mensagem da graça? (Sim! Jesus viveu, morreu e ressuscitou para que possamos aceitar Sua obra completa em nosso favor.)
 
2. Então, o que Jesus quis dizer com “não vim abolir” a lei? (Logicamente, a graça não diminui a lei. Ao invés disso, ela mostra sua importância. Se as regras da lei não fossem importantes, Deus teria, simplesmente, abolido a lei e O teria poupado das muitas dores.)
 
C. Leia Mateus 5:18-19. Por que aqueles que não somente desobedecerem a lei mas, também, ensinarem os outros a desobedecer não estarão no Reino dos Céus? (Por causa da graça! Mas, amigo, você vai querer ter uma péssima reputação por toda a eternidade? Isso mostra que todos aqueles que se opõem à guarda da lei não entendem o quadro completo da graça. Eles não entendem a importância de buscar o louvor e a glória a Deus, através do seu modo de viver.)
 
D. Leia Mateus 5:20. Esses eram os principais líderes religiosos da época. Como pode nossa justiça superar a deles? Por que isso é mesmo uma meta? (A pessoa que, pela graça, aceita a justiça de Jesus, será sempre mais justa do que a pessoa mais religiosa, que estiver trabalhando por justiça. O recado que os tolos passam é que se deve trabalhar pela salvação. É confiar em si próprio (como aquelas pessoas que adoram ídolos), ao invés de confiar em Deus.)
 
III. A Lei com Esteróides?
 
A. Leia Mateus 5:21-22 e Mateus 5:27-28. Contemple esses versículos por alguns minutos. Contra o que Jesus estava advertindo que parece ir além do que os Dez Mandamentos exigem? (Jesus estava falando sobre nossos pensamentos e atitudes. Ira, ofensas ditas com palavrões, ressentimento e desejo sexual são estados da consciência.)
 
1. Leia Romanos 8:5-8. Isto faz sentido para você – a forma como você pensa determina as suas ações? (Acho que esse era o ponto para Jesus. Tenha cuidado com seus pensamentos para evitar problemas com o pecado.)
 
a. Se eu estiver certo, o que isso diz sobre a natureza da raiva, da concupiscência e das palavras ásperas? (Duvido que apreciar belas mulheres ou ficar chateado sejam adultério ou assassinato. Em vez disso, acho que Jesus estava nos ensinando que pecar é ficar com raiva, a ponto de desejar cometer assassinato, e ter pensamentos que levem ao desejo de adulterar. Se tivermos desejo de cometer o pecado, mas não dermos oportunidade a esse desejo, não obteremos o passe para o pecado.)
 
B. Vamos voltar e pegar alguns versículos que deixamos para trás. Leia Mateus 5:23-26. De modo geral, qual foi o conselho dado aqui? Como você o resumiria em uma linha? (Dê o seu melhor, para viver em paz com os outros.)
 
1. Quantas vezes você ouviu cristãos dizerem que têm dificuldade de conviver com outras pessoas e que são vítimas, por causa de suas crenças religiosas? (Sem dúvida, às vezes alguns pagãos criam problemas para os cristãos. Entretanto, escuto a maioria das pessoas falarem que isso é não tentar viver em paz com os outros.)
 
C. Leia Mateus 5:29-30. Isso faz algum sentido para você? Jesus estava nos dizendo que só o pensar em algo é o mesmo que cometer o pecado. Como você poderia arrancar seu olho ou sua mão, para fazer seu cérebro não mais pensar no pecado? (Não poderia. Certa vez, tive um aluno que estava perdendo a visão e ele me disse que aquilo não o impedia de ter problemas com seus desejos. Acho que o que Jesus queria era chamar a atenção sobre a importância de Seus ensinamentos. Não há dúvidas que perder alguma parte de nosso corpo é melhor do que perder o céu.)
 
IV. Lei da Vingança
 
A. Leia Mateus 5:38-41. O que Jesus quis dizer com: ”Vocês ouviram o que foi dito”? (A lei sobre a vingança foi escrita três vezes como instrução explícita de Deus. Veja Êxodo 20:22 e Êxodo 21:23-25; Levítico 24:17-20; e Deuteronômio 19:21.)
 
B. Releia Mateus 5:39 e João 18:22-23. Por que Jesus não seguiu Seu próprio conselho? Em vez de oferecer a outra face, Ele provocou um desafio legal para ser esbofeteado!
 
C. Passe, rapidamente, por Mateus 18:23-35 e leia Mateus 18:32-34. A lei da vingança é um princípio bíblico? (Sim! O rei entregou o servo implacável para ser torturado. Mas, o revidar não compete a nós. Jesus não devolveu o tapa, quando foi esbofeteado. Precisamos deixar o revide para Deus. Deus nos perdoa tanto, então, como podemos deixar de perdoar aqueles que nos prejudicam?)
 
1. Leia Salmos 84:5. Jesus nos ensinou sobre a graça como um estilo de vida. Do mesmo jeito que dependemos de Jesus para nossa salvação, também dependemos de Deus para nos vingar daqueles que nos prejudicam.)
 
2. Leia Romanos 12:19. Que promessa Paulo compartilhou conosco sobre a lei da vingança?
 
3. Você já tentou revidar (vingar-se) no passado? Como foi a experiência? (Aposto que não foi uma boa. Não fez você sentir-se melhor e prolongou o conflito. Assim, como a graça traz para você a tranquilidade sobre a sua salvação, do mesmo modo, a graça, como estilo de vida, traz tranquilidade para você na vida.)
 
D. Amigo, acho que o Sermão do Monte foi um chamado para confiar que Deus vai cuidar de nós e resolver os problemas difíceis da vida. Você vai se decidir, agora mesmo, a contar com a força de Deus e fazer da graça o seu estilo de vida?
 
V. Na próxima semana: “Fé e Cura”   
 
Tradução: Denise de Mesquita
 
**********************************

 
Direito de Cópia de 2016, por Bruce N. Cameron, J.D. Todas as referências das Escrituras são da Bíblia de Estudo na Nova Versão Internacional (NVI), editada em 2003 pela Editora Vida – São Paulo, a menos que indicado de outra forma. As citações da NVI são usadas com permissão. As respostas sugeridas encontram-se entre parênteses. As frases entre chaves { } foram acrescentadas pelo tradutor e não constam no original. Ore pela direção do Espírito Santo enquanto estuda.
 
Se você costuma receber esses comentários por e-mail mas, em alguma semana, houve  falha ou extravio do recebimento, você poderá encontrá-los clicando neste link: 

 
Estes comentários referem-se às Lições da Escola Sabatina, publicadas em Português pela Casa Publicadora Brasileira, cujo original pode ser encontrado semanalmente em "http://www.cpb.com.br/htdocs/periodicos/les2016.html

 
**********************************